Por que a Cruz?

Oi, sê bem-vindo. Espero que esse texto te ajude a ser melhor. Fique com Deus. Boa leitura. 💛


(Leia ao som de Adoro Te Devote)

Eu estava sentado, como de costume, fazendo a minha meditação pela manhã, quando escutei três garotas conversando no banco ao lado ao meu na Igreja. Tinham a minha idade, mais ou menos. Observavam o prédio, contemplavam os vitrais, olhavam o sacrário. Não tinham a educação na fé que eu tenho, mas não faltavam com o respeito por isso. Evitei ficar olhando. Contudo, como que sussurrado nos meus ouvidos, ouvi o questionamento de uma delas “por que não colocam Jesus fazendo o bem, ajudando alguém?”. Não entendi exatamente, elas olhavam o presbitério. Quase de pronto assimilei com a Cruz. De fato, por que a Cruz? Por que contemplar um Deus morto se tanto Ele fez para curar e saciar quem precisava?

Quis, contudo, escrever esse texto.

A pergunta singela daquela moça, inocente até, querendo que as pessoas vissem o Senhor fazendo o bem, cutucou minha consciência. Ela me parece o reflexo fiel de um mundo secularizado que consegue contemplar o bem pelas obras, mas se ele não for explicito, tem dificuldades de reconhecê-lo por meio do sacrifício. De fato, aos olhos do mundo, que importância mais tem a Cruz do que as curas? Que sentido tem enaltecer um suposto fracasso de Cristo se tantos méritos Ele possuía para serem enaltecidos? Por que São Paulo, lá atrás já dizia que “nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos” (1Cor 1, 23)? Por quê?

Eu sabia a resposta, ela é clara demais para mim, ainda que tivesse dificuldades de confrontá-la como o mundo ao meu redor.

Parei para observar um pouco a realidade. Como nós olhamos o amor nos dias de hoje? Como definimos o critério para entender o que gostamos e o que desprezamos? Por que dizemos que algo nos interessa e algo não? Pelos sentidos, geralmente. Se algo nos é agradável, queremos. Se nos custa, pensamos duas vezes. Se não traz benefícios, por que motivo se esforçar por buscar? E assim vamos indo.

De prazer em prazer, de gosto em gosto, de paladar saciado a vontade satisfeita, vamos vivendo nossos dias. Ficamos, com isso, na superfície. Olhamos as coisas pelo que parecem, não pelo que são. Aí, acabamos voltando os nossos olhares para as obras rápidas, sem compreendermos que a profundidade às vezes se esconde numa aparência de fracasso.

A Cruz é a obra das obras do Senhor. Se saciar um faminto é algo louvável, curar um enfermo é milagroso, multiplicar os pães é incrível e tantos outros bens que Cristo fez parecem espetaculares, dar a vida e submeter-Se a uma obediência que leva até a Cruz é ainda maior. Porque existia um caminho a ser percorrido, uma humanidade não só a ser socorrida, mas resgatada – e isto aos moldes do Pai. Sem a Cruz, não haveria solução definitiva. Por isso veneramos a Cruz, da qual pendeu a salvação do mundo.

Pregamos Cristo crucificado porque é por essa morte, esse fato histórico e datado, contado aos quatro cantos do mundo, que acontece a salvação do homem. Podemos acreditar ou não, mas quando Cristo é colocado em Sua Cruz onde quer que seja, é para nos lembrar que este é o preço do nosso resgate, que este é o tamanho do amor de Deus por nós.

Eu, pessoalmente eu, valo um Deus crucificado. E você o mesmo. Querendo ou não, correspondendo ou não.

Rezei uma Ave Maria para que aquelas moças descubram essa verdade o quanto antes. No fundo, elas não tem culpa alguma. A pergunta foi bonita, mas infelizmente compatível com um mundo que prega um Cristo ativista social, político revolucionário, agitador de um amor que tolera muito e ama pouco. Incompatível, em primeira instância, com o que Ele realmente é: o Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo e diz a nós o mesmo que disse a samaritana no poço e a mulher pecadora: “se soubesses quem te pede de beber, tu mesmo pedirias e Ele te daria água viva” (Jo 4, 10) e “vá e não peques mais (Jo 8, 11)”.

Júlio Hermann.


Se você quiser se inscrever na minha newsletter e receber as conteúdo exclusivos clique aqui. É de graça.

Abaixo, também você conhece meus três livros. Clica naquele que te interessar que você cai na Amazon para comprar com um desconto lindo.

Crédito da foto: aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.