Como ajudo a fazer as coisas darem errado

Oi, sê bem-vindo. Espero que esse texto te ajude a amar melhor. Fique com Deus. Boa leitura. 💛


(Leia ao som de Ready)

Falta de constância é uma coisas mais comuns nos nossos tempos. Sendo, talvez, um pouco extremista, eu colocaria nela a culpa para o fim dos relacionamentos, o fracasso de muitos objetivos, a estagnação diante das demandas da vida. Eu tenho tentado vencer isso, mas já caí muito no erro de começar alguma coisa e não terminar. Não era mudança de planos do meu coração para dentro, eu gostaria mesmo de realizar. Era mais desanimo no caminho.

Pensei sobre isso ontem enquanto um padre pregava um retiro aos meus colegas e eu: é importante olhar a caminhada. No exame de consciência que eu faço toda noite, geralmente olho para os pecados que cometi. No que julguei mal, no que fiz de equívoco, nas maldades que deixei acontecer. Agora, olhar para o que faz parte da caminhada e não é exatamente errado, pouco faço.

Quero crescer em humildade, mas antes de dormir não reviso a vida para ver se aproveitei as oportunidades que tive. Quero ser um padre santo no futuro, mas não olho para ver se nas pequenas coisas fui fiel e amei no dia de hoje. Quero ser mais caridoso, mas quando paro para pensar no que fiz durante o dia, não reviso momento a momento para ver se deixei alguém na mão. Falta de constância.

Mas, okay, eu tenho cabeça pequena. É um erro meu olhar para o que aconteceu no meu dia e, não achando nada de tão errado assim, achar que está tudo bem. Quando eu faço isso, posso até não ter dado passos para trás, perdendo virtudes. Mas o que ganhei? Que passo dei? Para onde fui?

Vale o mesmo para você, no seu trabalho e no seu estudo. Geralmente olhamos para o que fizemos a procura de erros – o que está certo –, mas infelizmente esquecemos de nomear nossas melhoras. E, como não olhamos para elas, ou permanecemos no mesmo lugar ou damos passos lentos demais. Nos preocupamos tanto em não errar, voltar umas casas no tabuleiro, que pouco nos perguntamos se estamos indo para frente.

Constância é aquela virtude que me diz assim: para chegar daqui até onde eu quero ir, o caminho é longo e no meio dele existem três buracos no asfalto. Como eu preciso chegar lá, com ou sem buracos, eu vou igual. A dificuldade chega, mas eu continuo caminhando. A tempestade vem, eu me abrigo debaixo de um ponto de ônibus e sigo viagem assim que a chuva acalmar. Não olho demais para trás, nem espero que arrumem o asfalto para eu começar. Vou agora, como posso.

No fundo, é considerar os perrengues não como um empecilho, mas algo do caminho. Eu me abandono a Deus, começo e continuo, até terminar. Não desisto no caminho.

São Josemaria diz que “começar é de todos, perseverar é de santos”. Constância, assim, é só o que separa a gente de viver em paz e ser feliz.

Júlio Hermann.


Se você quiser se inscrever na minha newsletter e receber as conteúdo exclusivos clique aqui. É de graça.

Abaixo, também você conhece meus três livros. Clica naquele que te interessar que você cai na Amazon para comprar com um desconto lindo.

Crédito da foto: aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.