É bobagem olhar o passado

Oi, sê bem-vindo. Espero que esse texto te ajude a amar melhor. Fique com Deus. Boa leitura. 💛


(Leia ao som de Broken)

Esqueceram de te avisar que espernear não adianta ou foi você que não lembrou de prestar atenção no que te ensinaram? Talvez esteja aí o motivo para você viver correndo contra o relógio e tropeçando na própria saudade. Houve um tempo na sua existência que foi bom, bonito, lotado de um afeto diferente de todos os outros. Mas ele não existe agora.

Nós não somos maduros o suficiente para encarar os processos das nossas existências com a consciência de que nossos sentimentos nos levarão a lugares inexistentes de vez em quando. Encontramos pessoas, vivemos experiências, realizamos sonhos, mas tudo isso deixa de ser presente em algum momento. Até o amor, que deveria ficar até o fim das nossas vidas, insiste ir embora de vez em quando.

Eu sei como essa fase funciona. Pode até parecer que não, mas eu também já amei. Quando a vida calha de tomar seu rumo, voltamos aos mesmos lugares, procurando as mesmas pessoas e querendo ter as mesmas conversas de antes. Mas isso não passa de fotografia da mente: aconteceu, marcou, mas já não tem vida própria.

A saudade alimenta a gente de uma esperança sem data de validade. Podemos até ter certeza que tal pessoa não vai voltar, que o tempo correu, que o mundo girou em si mesmo e deu voltas inteiras ao redor do sol, mas custa quanto ficar sentado no mesmo banco de sempre aguardando? Não muito, parece, já que teimamos; muito, arrisco dizer, porque gastamos meses esperando por algo que não está à caminho.

Eu quero que você entenda uma coisa: seguir em frente não significa que você não amou; viver a sua vida não implica em dizer que seu passado foi ruim. Pelo contrário, mostra que você foi capaz de abraçar a dor e continuar existindo com ela. O tempo e a despedida bateram, machucaram, alargaram ferida. Mas você está aí, como pessoa inteira.

Espernear por viver o passado outra vez é tão besteira quanto querer adiantar o futuro para ser feliz. A única coisa que você tem é o agora, com as dores e alegrias que ele compreende. E essa é sua única chance de colocar um sorriso no rosto.

Júlio Hermann.


Se você quiser se inscrever na minha newsletter e receber as conteúdo exclusivos clique aqui. É de graça.

Abaixo, também você conhece meus três livros. Clica naquele que te interessar que você cai na Amazon para comprar com um desconto lindo.

Crédito da foto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.