Você tem muito amor em si para se convencer que não há esperança

(Leia este texto ao som de The Evening)

Houve um outro período da sua vida em que você também achou que tinha chegado ao fim, lembra? Seu corpo mal conseguia levantar da cama pela manhã, seu café frio não causava nenhum tipo de repulsa na garganta, seus banhos gelados não faziam seu corpo tremer de frio. Você jurou para si que era só esperar o corpo se desintegrar aos poucos, porque não havia amor que salvasse.

Até que ele salvou.

Você o conheceu em uma manhã de primavera, no parque da cidade. Ele alongando os braços na academia pública, você com os fones nos ouvidos. Foram semanas bonitas aquelas, não foram? Os encontros no fim da tarde, os jantares em japas caros que quase estouravam o limite do cartão, os filmes no shopping do centro da cidade.

Seu corpo passou a responder a todo e qualquer estímulo. O vento na rua, o esbarrão em um móvel da sala, as cobertas cobrindo as pernas no sofá. Você passou a suar quente e frio, de calor e medo, porque a presença de quem se ama causa isso. E ele estava lá, convencendo sua mãe de que você já era mocinha o suficiente para abandonar a faculdade e se jogar em um sonho.

Hoje você sente falta.

Eu sei que dói lembrar isso. Porque foi essa mesma sensação de vida que te trouxe a este estado de quase morte que você está agora, depois do fim. Mas era preciso que você lembrasse.

Sempre existe vida a ser vivida depois que o luto passa. Houve outro e talvez hajam mais períodos da sua vida em que colocar o pé pra fora vai trazer uma sensação de abandono maior do que aquela que você já sente em casa.

Mas passa, viu? Porque num fim de tarde desses você esbarra com alguém novo na padaria e a vida muda. Dá uma volta de trezentos e sessenta graus.

Muda a ponto de seu corpo deixar as pernas inquietas o dia inteiro embaixo da mesa, só por estar esperando uma mensagem chegar.

É só não desistir de botar o coração para fora.

Júlio Hermann


*Meu segundo livro está à venda em todo o Brasil. Se você gostou deste texto, tem grandes chances de se identificar com ele.

Até onde o amor alcança

[capa] Até onde o amor alcança - 02.indd

“UM DIA VAI SER AMOR A PONTO DE O CORAÇÃO NÃO PRECISAR CONVENCER O CÉREBRO DISSO.
ATÉ LÁ EU ARGUMENTO”.

PARA COMPRAR:

Amazon (51% de desconto)

Saraiva

Livraria Cultura

Para comprar o Tudo que acontece aqui dentro, meu primeiro livro, com 50% de desconto na Amazon, clique aqui.

 

Créditos da foto aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.