Quando eu puder te abraçar

(Leia este texto ao som de Lost Stars)

Eu tô guardando os abraços que eu gostaria de te dar para quando meu corpo puder tocar o seu. Tenho registrado coisas que eu gostaria de te dizer quando a distância do mundo acabar e nós conseguirmos dividir a mesma coberta no sofá. Tenho aprendido a fazer pratos refinados pelo youtube, na expectativa de virar um masterchef ainda enquanto as coisas voltam ao normal.

Venho catalogando séries, escrevendo uma lista imensa de comédias românticas, entendendo o ciclo das estações do ano para garantir que o nosso piquenique vai sair quando as flores nascerem outra vez. Li em algum lugar que as coisas vão se ajeitando aos poucos, na medida em que os dias vão passando. Tenho aproveitando essa espera para lidar com meus fantasmas, limpar a casa, fazer uma faxina.

Deixei um cobertor dobrado no sofá da sala, para o caso de você sentir frio quando chegar.

Não é propriamente uma ressaca o que eu estou vivendo, mas sinto como se fosse. Evito pensar demais no que passou, tento preencher a cabeça com coisas que me fazem bem para não enlouquecer. Aprendi a abraçar com os olhos, acredita? Enquanto meus braços não podem tocar outro alguém, eu baixo e levanto os olhos na expectativa de dar proteção a quem amo.

Aprendi mais sobre empatia, também. Sobre como as pequenas coisas que eu faço ou deixo de fazer podem ajudar os outros a ficarem bem. Existe um quê de humanidade nisso, sabe? Tenho conseguido catalogar o que há de bonito no meio do caos, para lembrar que uma única lâmpada é capaz de diminuir a escuridão.

Evito olhar tanto pela janela e revisitar muito o passado, porque a vida vai precisar ser nova e sem correntes quando voltar ao normal. Até lá, eu preciso me preocupar em rezar e viver todo amor que for possível habitar em mim.

Existem batalhas que não temos como fugir. Então, eu permaneço em casa até isso tudo passar, vivendo feliz como posso enquanto prefiguro nas almofadas do sofá da sala os abraços que pretendo dar em ti quando isso acabar.

Júlio Hermann


*Meu novo livro já está à venda em todo o Brasil. Se você gostou deste texto, tem grandes chances de se identificar com ele.

Até onde o amor alcança

[capa] Até onde o amor alcança - 02.indd

“UM DIA VAI SER AMOR A PONTO DE O CORAÇÃO NÃO PRECISAR CONVENCER O CÉREBRO DISSO.
ATÉ LÁ EU ARGUMENTO”.

PARA COMPRAR:

Amazon

Saraiva

Livraria Cultura

_

Crédito da foto: aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.