O que restaria de nós

(Leia este texto ao som de Talk)

Eu nunca fui capaz de apagar você. Depois de dois invernos e um verão inteiros, meu coração estagnou em uma memória quase fotográfica do teu corpo na beira da praia. Era o que restava. Guardei em mim cada pequeno detalhe que minha mente foi capaz de registrar daquele dia.

Sua silhueta.
Seus olhos.
Suas mãos.
Seu tato.

E bateu um medo imenso de te perder de vez.

Eu sabia que os meses seguintes seriam diferentes sem ter você por perto. Seu trabalho já não ficaria no caminho do meu, sua mente iria para um lugar diferente nos fins de tarde que se sucederiam. Meu coração, coitado, precisaria procurar por outros pores-do-sol para extravasar a vida que permanecia presa nele.

No meio de tudo, eu precisaria encontrar um novo rumo para seguir a vida dali em diante.

Eu amei cada pequeno grão de areia que você trouxe colado ao corpo naquele verão. O teu jeito de falar da vida, teu sotaque mais chiado que o meu, teu modo de baixar os olhos e contemplar as próprias mãos quando sentia vergonha. Eu também sentia, sentia muito. E sinto mais ainda agora, sobretudo por não ter colocado o coração que você merecia em nós.

O que nós fomos não passou de uma colisão entre dois planetas enquanto o sol explodia em chamas e nos queimava. Nós precisávamos correr para fugir da combustão, mas nossos corpos não foram capazes de suportar o efeito daqueles dias em nós.

Não te apaguei porque você permaneceu inquieta em mim de alguma forma. Nos traços que eu rabisquei, nos filmes que eu chorei, nas manhãs de trabalho que eu acabei perdendo para afundar a vida em uma ressaca que trazia teu nome.

Sua silhueta.
Seus olhos.
Suas mãos.
A saudade.

Memorizei cada pequeno detalhe do tal dia na beira da praia, porque eu sabia.

Era o que restaria de nós.

Júlio Hermann

_

Na próxima semana, eu estarei na Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Serão 4 sessões de autógrafos entre o dia 31 de agosto e 03 de setembro. Confira os horários:

  • 31 de agosto – das 14h às 16h
  • 01 de setembro – das 16h às 18h
  • 02 de setembro – das 16h às 18h
  • 03 de setembro – das 10h às 12h

_

*Meu novo livro já está à venda em todo o Brasil. Se você gostou deste texto, tem grandes chances de se identificar com ele.

Até onde o amor alcança

[capa] Até onde o amor alcança - 02.indd

“UM DIA VAI SER AMOR A PONTO DE O CORAÇÃO NÃO PRECISAR CONVENCER O CÉREBRO DISSO.
ATÉ LÁ EU ARGUMENTO”.

PARA COMPRAR:

Saraiva (com 20% de desconto)

Amazon

Livraria Cultura (menor preço)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.