Estar sozinho não precisa ser um fardo

(Leia este texto ao som de Budapest)

O tempo não está tão gelado assim lá fora e a gente aqui, passando mais frio do que deveria por estar sozinho. É assim todo ano, não é? Você olha em volta e percebe um monte de gente feliz por dividir o sorriso com alguém. Mas não acontece com você. Parece que nunca vai acontecer.

Burrice nossa achar que a felicidade de alguém depende disso.

Amar é a coisa mais bonita do mundo. No entanto, nós não precisamos ter alguém que chamamos de nosso para sentir isso. Basta recolher um pouco o pensamento inquieto que nos domina para perceber que está cheio de amor por aí. Nas ruas desertas e na turma da faculdade. Olha quanta gente amando e estando sozinha, olha o amontoado gente feliz.

Mas, se está cheio por aí, por que não acontece com a gente?

O tempo precisa de espaço para preparar o campo ideal para construir um caminho. Uma hora vai acontecer, sempre acontece de alguma forma. Foi assim nas outras vezes que você amou, foi assim com o sentimento que permaneceu contigo depois do último adeus.

Às vezes eu me sinto imerso em um mundo em que não ter ninguém é pecado. Perguntam nos almoços de famílias, nos jantares da turma da escola que se vê uma vez por ano, no chimarrão com os amigos na praça, na fila do cinema quando questionam se é bilhete único ou espero alguém. Só uma entrada mesmo. E está tudo bem.

Nada adianta bradarmos solidão por aí se não estamos preparados para abrigar alguém. Nada vale, também, se não for isso que nos fará mais felizes agora. Se relacionar é importante, sim, mas não pode ser um fardo em nossas vidas.

Eu fico feliz pelos meus amigos que comemorarão o dia dos namorados com quem demonstram amar, mas a solidão não é um peso para mim. O que nós precisamos entender às vezes é que o frio que habita o nosso peito pode ser apenas uma mente inquieta manifestando o desejo de ser feliz de um modo novo, não necessariamente com alguém novo.

As coisas estão frias aqui dentro, mas os dias de temperatura baixa servem que aprendamos a nos abrigar do lado de dentro. Está sendo assim em mais um ano, mas uma hora vai ser diferente. Quando for, será preciso que o seu peito esteja preparado de verdade para enfrentar o frio externo com alguém que te aqueça do lado de dentro.

Júlio Hermann

_

*Meu primeiro livro já está à venda em todo o Brasil. Se você gostou desse texto, tem grandes chances de se identificar com ele.

Tudo que acontece aqui dentro – cartas de amor nunca rasgadas

capa Tudo o que acontece aqui dentro (1)

“Você lê aquilo que sempre quis dizer a alguém – ou a si mesmo -, mas que nunca teve coragem de tirar de dentro de si.” – Daniel Bovolento, autor de Por onde andam as pessoas interessantes? e Depois do fim.
_
Para comprar: 

Saraiva (com 30% de desconto)
Amazon
Livraria Cultura
Livraria da Folha
Martins Fontes
Fnac
Livraria da Travessa
Lojas Americanas

Um comentário sobre “Estar sozinho não precisa ser um fardo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s