Você não precisa decidir seu futuro agora

(Leia este texto ao som de How to save a life)

Parece que depois de uns anos a consciência para e você não sabe mais de nada. Antes de mais um ano letivo ou na prévia do início de mais um semestre na faculdade. Como se nada ali fizesse sentido. Ou nada do que você queria antes continuasse a carregar um motivo. E então bate a dúvida.

Nós vivemos em uma sociedade que prensa a gente contra a parede o tempo inteiro para saber o que seremos daqui para sempre. Se você tem dezessete anos e está no último período da escola, você não pode ter dúvidas do que será para o resto da vida. Se está no terceiro semestre da universidade e ainda não tem certeza de onde vai trabalhar quando terminar tudo, parece que você não vai ser ninguém na vida. Se você não pretende permanecer trabalhando para sempre com o que já tem feito hoje, dizem que sua vida está errada.

Mas as coisas não são assim.

Não existe problema nenhum em você terminar o ensino médio e não saber o que vai ser da vida. Ou, travar um semestre na faculdade se você descobriu uma outra coisa que deixe você mais realizado do que aquilo para o que você tem estudado. Assim como está tudo bem terminar o ensino superior em uma área e não seguir a profissão.

O que as pessoas esquecem é que de vez em quando nós precisamos passar por momentos de autodescoberta para aumentar a certeza sobre o que seremos no futuro. Nenhuma decisão de carreira precisa ser para sempre, afinal de contas, nós temos algumas décadas de vida pela frente ainda. Nessas horas, não precisamos de um dedo sendo apontado para as nossas caras para dizer que isso está errado e estamos perdendo tempo, só de um “tá tudo bem, eu vou apoiar você no que decidir”.

O emprego que você sempre sonhou, a carreira de ouro dentro de um universo de possibilidades. Às vezes você perde a certeza de que é isso mesmo o que você quer para si. E sabe qual o problema disso tudo? Nenhum. Nós somos jovens demais para ter tudo decidido para o resto da vida.

Júlio Hermann

_
Meu primeiro livro está em pré-venda. Se você gostou desse texto, tem grandes chances de se identificar com ele.

Você pode comprar ele na Saraiva com desconto especial.

Tudo que acontece aqui dentro – cartas de amor nunca rasgadas

capa Tudo o que acontece aqui dentro (1).jpg

Sinopse: Amar é afogar-se com os próprios sentimentos e continuar respirando. Tudo o que acontece aqui dentro é uma seleção de crônicas sobre o amor em seus diversos estágios, sobre aprender com as experiências da vida… trata-se de um tipo de testamento das coisas do coração. É também um romance narrado pelas memórias de quem as viveu, por cartas que deveriam ter sido rasgadas, registros dos sentimentos pessoais de quem revelou bem mais de si que a maioria de todos nós. Uma das coisas mais bonitas é a maneira com que vamos enfeitando a alma enquanto esperamos alguém chegar.

‘São cartas que escrevi enquanto ainda sentia a ferida arder. Os momentos felizes e os dias em que pensei que não iria aguentar”.

Júlio tem um dom. Ele consegue exprimir sobre sentimentos com muita beleza e, ao compartilhar em escritos, permite que nós também possamos nomear o que muitas vezes sentimos e ficamos de algum modo aflitos, por não compreender. É o momento em que o nosso coração encontra a paz. Ele transforma o grito preso nas gargantas em literatura. São linhas que costuram o aprendizado sobre amor com o olhar de uma geração.
_
Para comprar nas demais livrarias: 

Saraiva
Amazon
Livraria Cultura
Livraria da Folha
Martins Fontes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s